Como higienizar a vagina corretamente

Como higienizar a vagina corretamente

Neste blogpost vamos te contar como cuidar da ppk de uma maneira simples, natural e com muito amor. Vem ler!

 

Vagina e vulva: você sabe a diferença? 

A vulva é a parte externa do aparelho genital feminino, enquanto a vagina é uma cavidade dentro da vulva. Na parte externa da vulva temos os grandes e os pequenos lábios, cuja função é proteger a abertura da vagina e da uretra, o clitóris, o períneo e o ânus.

Não sabia? Agora tá sabendo. 😉

 

Vagina tem cheiro?

Depende, vagina tem cheiro de vagina, e esse cheiro pode mudar conforme nossa alimentação. Tenha atenção se for um cheiro muito forte, nesse caso converse com um médico ou adulto pra entender se realmente tá tudo bem, ou se você precisa ir a uma consulta.

Em alguns períodos do ciclos, teremos corrimento e é normal. Muitas vezes o corrimento ajuda a gente a entender nossos ciclos e em que fase estamos.

 

Com o que devo cuidar e limpar a ppk?

Deve limpar com água. Isso mesmo, água é o melhor produto que podemos usar para limpeza da vulva. Sim, só precisamos e devemos lavar o lado de fora. Nada de limpar o canal vaginal, tá bem? A vagina é autolimpante! O nosso corpo é tão perfeito, que o PH da nossa ppk é o ideal para se manter limpo.

 

Devo usar produtos na ppk?

Não. Nunca, nunquinha utilize produtos que não foram feitos para a região íntima, em sua ppk.

Evite sabonetes e loções com cheiros fortes, prefira produtos neutros, ou com glicerina, que foram desenvolvidos com todo cuidado para o uso na região da vagina. E assim, mesmo os produtos destinados a esse uso devem ser usados com moderação, lembre-se: nossa ppk é maravilhosa e autolimpante.

Nada de esponja também! Use sempre a mão para lavar a ppk, principalmente as dobrinhas entre os lábios que formam a vulva.

Água quente? Não é recomendado a água quente para o nosso corpo, de uma forma geral, imagina para a região da ppk? Utilize água morna e ficará tudo bem! 

 

Roupa íntima, qual melhor para minha ppk?

As roupas íntimas são aliadas para manter nossa ppk saudável e feliz, por isso prefira sempre tecidos mais leves e orgânicos, que permitem mais ventilação e transpiração, como o algodão;

Pode lavar a calcinha no banho? Pode, desde que utilize sabão neutro, ou nosso Higienizador para Acessórios Menstruais Korui, e que a calcinha seque no varal. Nada de deixar calcinhas secando no banheiro – a umidade é prejudicial ao tecido, podendo gerar fungos e bactérias. E a gente não quer que nossa ppk tenha contato com isso né?

Deixe a ppk respirar – já passamos muito tempo de roupas, então, na hora de dormir, que tal dormir sem calcinha? Cuidar da ppk dormindo <3 É isso que chamamos de praticidade.

 

Na menstruação, como devo cuidar da ppk? 

Na menstruação os cuidados seguem os mesmos, porém temos que ter mais atenção para os absorventes – sejam calcinhas, coletores, absorventes reutilizáveis ou os ultrapassados descartáveis. O mais importante é remover os coágulos de sangue que se instalam na vulva – nas dobrinhas dos lábios, limpá-los bem – pode ser com a ajuda de lencinhos umedecidos sem cheiro! – para evitar proliferação de bactérias.

Os absorventes e/ou calcinhas devem ser trocados de acordo com o fluxo ou tempo de uso, evite ficar mais de 4 ou 5 horas com absorventes. Não é recomendável que o mesmo absorvente seja utilizado por muito tempo. O uso contínuo pode causar até isquemia, que é a interrupção de circulação sanguínea na região.

Ah, e uma dica é sempre lavar o seu absorvente, calcinha, boxer absorvente, disco ou coletor menstrual com o Higienizador para Acessórios Menstruais Korui, pois eles estarão em contato com a sua ppk, né? O higienizador possui o mesmo PH vaginal, então é super indicado pra manter a nossa vagina saudável.

 

Corrimento é normal?

Depende. Os corrimentos podem ser nossos amigos, se soubermos identificá-los. Antes de tudo precisamos entender que corrimento é tudo que sai do canal vaginal, exceto a menstruação. 

Sabemos que existem diversos tabus e informações enganosas por aí, então: 

  • corrimento é comum e varia durante o ciclo menstrual;
  • é uma maneira para entendermos as fases do ciclo e identificá-las;
  • corrimentos anormais conseguimos diferenciar pela cor, consistência, cheiro ou quantidade em comparação ao corrimento típico (os comuns que vêm normalmente); 
  • o corrimento vaginal atípico pode ser um sintoma de um desequilíbrio bacteriano, uma infecção ou IST, ou, em casos raros, doenças mais graves como câncer de colo de útero. 

O corrimento típico apresenta as seguintes características: incolor ou levemente branco-amarelado, sem odor, e pode ser mais líquido ou viscoso, dependendo da fase do ciclo. 

Mas calma, viu? Se tiver com uma corzinha e aspecto diferente, o melhor é procurar um profissional. 

No nosso blog existem outros conteúdos que podem ajudar você nessa busca por autoconhecimento. Separamos aqui algumas leituras que podem contribuir com isso.

Cuidados com a ppk: 9 dicas para manter uma higiene íntima saudável

5 dicas naturais para eliminar de vez as infecções vaginais

Voltar para o blog

1 comentário

Ótimo obrigado

Alexsandra

Deixe um comentário

nosso impacto

Mais do que uma marca, somos uma comunidade de pessoas procurando soluções para problemas sociais e ambientais e querendo muito gerar impacto positivo para o mundo!

Sabia que nós já impedimos o descarte de 220 milhões de produtos descartáveis? Isso equivale a 3200 toneladas de lixo a menos no mundo! 🌎💚

Além disso, somos engajados no combate à pobreza menstrual. Criamos o projeto Dona do Meu Fluxo, que leva educação e coletores menstruais para mulheres em situação de vulnerabilidade social, que muitas vezes usam miolo de pão para conter a menstruação. Nossos copinhos duram muitos anos, o que não apenas traz liberdade, mas saúde, confiança e dignidade. 💪❤️

vem saber mais